Abaporu

O MOMA (The Museum of Modern Art) apresenta a primeira mostra nos Estados Unidos dedicada exclusivamente ao trabalho da artista plástica brasileira Tarsila do Amaral (1886–1973), uma das protagonistas fundadoras do modernismo brasileiro.

Tarsila do Amaral: Inventing Modern Art in Brazil (Tarsila do Amaral: Inventando a Arte Moderna no Brasil) traz 120 obras e passa em revista a carreira da artista, desde as primeiras obras parisienses até as pinturas modernistas emblemáticas que produziu no Brasil.

Nascida em 1886 no município rural de Capivari, no interior do Estado de São Paulo, Tarsila cresceu em meio à burguesia fazendeira, frequentou a Académie Julian de Paris na França e, apesar de ausente durante a Semana de Arte Moderna em São Paulo, em fevereiro de 1922, passou a fazer parte do núcleo do movimento modernista juntamente com a artista Anita Malfatti e os poetas Mário de Andrade, Paulo Menotti del Picchia e Oswald de Andrade, com quem foi casada durante um curto período de tempo.

Uma das obras centrais da exposição do MOMA é Abaporu que Tarsila pintou em 1928 para Oswald, mostrando uma figura alongada com um cacto. O título combina duas palavras do idioma dos índios tupi-guarani: aba (homem) e poru (“que come carne humana”). Essa tela inspirou Oswald a escrever o “Manifesto Antropófago”.

Foi em Minas que Tarsila viu as cores que gostava desde sua infância e que tornaram-se marcas da suas obras, assim como a temática brasileira (paisagens rurais e urbanas, fauna, flora e folclore). Tarsila incorporou a técnica do cubismo aprendida em Paris em os seus trabalhos.

De 11 de fevereiro a 3 de junho de 2018
Piso 2, Paul J. Sachs Galleries

Para mais informações, visite o site do MOMA

Anúncios